Sublocação de consultórios: 4 dicas e cuidados que se deve ter ao realizar

Você com certeza já ouvir falar em sublocação de consultórios e clínicas, certo? Mas apesar de ser um assunto em alta na área da saúde, talvez ainda surjam dúvidas de como essa pode ser a solução ideal para o seu negócio finalmente sair do papel — e o melhor, de forma econômica e lucrativa. Pensando sempre em facilitar a sua carreira, a Desaperta preparou um guia completo para esclarecer as vantagens de se sublocar espaços para realizar os atendimentos e quais cuidados você deve ter antes de assinar o contrato.

Assim como qualquer outro processo burocrático que envolve a abertura de um estabelecimento médico, a sublocação de salas e espaços também exige atenção para que tudo esteja dentro da lei e siga as normas estabelecidas pelo CNES — como explicaremos em detalhes no decorrer deste manual.

Mas antes, que tal entender o que realmente é a sublocação de consultórios e de clínicas e porquê essa alternativa é a mais rentável para a carreira de profissionais recém-formados? Então, confira a seguir.

 

 

 

 

Como funciona sublocação de consultórios e clínicas

É comum que ao buscar um imóvel para montar o seu estabelecimento de saúde, você se depare com opções que tenham boa localização e uma estrutura adequada, porém que o espaço seja grande demais e o valor acabe ultrapassando o orçamento disponível. E é aí que entra a sublocação de consultórios e clínicas, uma forma de resolver o seu problema e você não precisar deixar de lado esse local dos sonhos. 

Em outras palavras, você realiza a locação deste imóvel ideal, e para que todo espaço seja otimizado e as suas despesas sejam reduzidas, um segundo — e até mesmo terceiro ou quarto — profissional poderá sublocar as outras partes do ambiente. Assim, além de dividirem as contas e muitas experiências, todos os interessados são beneficiados — já que aumentarão o fluxo de pacientes no lugar e os atendimentos podem dobrar.

No entanto, embora este seja um processo que facilita a sua vida enquanto locatário ou sublocatário, é necessário alguns cuidados importantes para que o seu negócio seja mais seguro e você fique longe de dores de cabeça, ok? E são estas cautelas que te explicaremos abaixo.

4 cuidados antes de sublocar um imóvel

Todo profissional quer ter um bom local para realizar os atendimentos e pagando menos, não é mesmo? E, como você já sabe, a sublocação de consultórios e clínicas promove exatamente isso. 

Porém, para que o seu estabelecimento siga regularizado, é indispensável ficar de olho em alguns pontos durante o processo do aluguel, que vão desde a elaboração dos contratos até obedecer as legislações da saúde. Por isso, descubra quais são os 4 itens que você não pode deixar de analisar na hora de bater o martelo:

1. Calcule o custo-benefício

Enquanto locatário, o primeiro passo é ter certeza que aquele espaço realmente estará ocioso e que você não precisará dele por um tempo determinado, ok? Afinal, depois de realizada a sublocação e com o contrato estiver assinado, você precisará seguir uma série de normas caso deseje tê-lo de volta.

Já para o locador, é importante analisar se o preço cobrado é condizente com o espaço oferecido e se segue a lei do inquilinato. Ou seja, o custo da sublocação jamais pode ser maior do que o valor total do imóvel, por exemplo. Ter isso em mente é fundamental para saber se o negócio realmente será lucrativo e se você está fazendo uma parceria com um(a) profissional honesto(a).

2. Conheça a fundo a legislação

E por falar em leis do inquilinato, é importante ressaltar que a sublocação de consultórios também está protegida pela legislação e assegura os direitos das três partes envolvidas: proprietário, locatário e sublocatário. Assim, nas normas ficam preestabelecidas questões como preços, prazos e direitos.

Essas leis permitem a formalidade da negociação, para que nenhum dos participantes seja surpreendido com a solicitação do imóvel antes da data, com cobranças indevidas ou com pagamentos atrasados, por exemplo. Além disso, vale frisar que para um locatário realizar a sublocação do imóvel o proprietário precisa estar ciente e dar a permissão, ok?

3. Firme um contrato

Independentemente de qual forma a locação for realizada — seja direto com o proprietário do imóvel ou seja através da sublocação —, é imprescindível a assinatura de um contrato para firmar as obrigações de ambas a partes e assegurar todos os direitos previstos por lei.

O ideal é que haja ao menos um especialista para cuidar dos acordos e auxiliar na elaboração das cláusulas do documento de forma correta. Assim, a etapa burocrática fica mais simples e prática.

4. Escolha uma plataforma segura

Optar por uma empresa para intermediar o contato com o sublocador é, com certeza, a melhor forma de evitar problemas futuros — tanto com os contratos quanto para encontrar um imóvel que esteja dentro do seu perfil e seja compartilhado com pessoas da mesma área de atuação que a sua.

Nas redes sociais existem centenas de anúncios de imóveis e de profissionais interessados em dividir o espaço de trabalho, para assim reduzirem os custos do próprio negócio. Porém, principalmente no ramo da saúde, o mais indicado é buscar por uma plataforma que facilite os processos burocráticos e realmente seja especializada na sublocação de consultórios, clínicas médicas, salas e escritórios.

Uma excelente escolha é a Desaperta, que conta com muitas opções de espaços prontos para você alugar ou sublocar pelo período que desejar — seja por hora, por dia ou por mês. Se interessou? Então, te explicaremos a seguir como ela funciona.

Consultórios montados prontos para uso

Sublocando um consultório ou clínica de forma segura

Depois de comprovar que a sublocação de consultórios e clínicas é realmente vantajosa para a sua carreira e para o seu bolso, chegou a hora de conhecer mais a fundo a Desaperta e encontrar de uma vez por todas o imóvel ideal para atender os seus pacientes.

A Desaperta é uma plataforma online onde é possível anunciar e procurar espaços que atendam 100% as suas necessidades e exigências. Nela o locador e o locatário não precisam se preocupar com o contrato, com o pagamento e nem com a gestão imobiliária, pois a empresa cuida de todas as burocracias e com clareza jurídica. Ou seja, mais praticidade e segurança para encontrar o estabelecimento ideal para a sua clínica ou consultório e sem complicações.

Quer experimentar sem pagar nada? Clique aqui e faça um teste. Você poderá achar o local dos seus sonhos sem sair de casa e montar o seu negócio próprio de forma mais econômica. Não perca mais tempo, venha para a Desaperta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *